Prevenção e proteção: Combata o câncer de pele

Hoje, 29 de novembro, é Dia Nacional de Combate ao Câncer de Pele, data anualmente celebrada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Para falar deste assunto sério e alertá-los, fiz este post com dicas de como se prevenir e cuidar da sua pele, na luta contra o câncer de pele.

Segundo o SBD, a data foi criada a fim de solidificar as ações da instituição contra a doença, já tendo sido atendidas mais de 360 mil pessoas. Hoje, a SBD disponibilizará cerca de 4 mil médicos voluntários. Serão ao todo 136 postos distribuídos pelo Brasil que realizarão atendimento simultâneo para análise, diagnóstico e posterior tratamento da doença, das 9h às 15h, ininterruptamente, em hospitais públicos credenciados, postos de saúde e tendas montadas em pontos de grande circulação. Nos postos, também estão previstas atividades educativas, como aulas expositivas sobre fotoproteção e sobre como suspeitar do Câncer da Pele.

tratar cancer de pele

Para saber o posto de atendimento mais próximo da sua casa basta clicar neste link para visualizar a relação completa ou ligar para o 0800-701-3187, tendo seu CEP em mãos.

Como se proteger e prevenir o câncer de pele?

O lema defendido por nós, médicos, é: Previna. Detecte. Trate. E o primeiro pilar, o da prevenção deve ser considerado em todas as fases da vida de uma pessoa.

O câncer de pele é o câncer mais comum no Brasil e existem basicamente dois tipos de câncer de pele:

  • Não-melanoma: este é o caso mais visto e leve da doença, pois raramente pode causar a morte do paciente.
  • Melanoma: já este, é o caso mais raro, que pode levar à morte do paciente.

O fator de risco mais conhecido e que pode ser trabalhado na prevenção da doença é a exposição ao sol. Por isso, a regra principal para prevenir o câncer de pele, é evitar a exposição excessiva ao sol e proteger a pele dos efeitos da radiação UV.

Cada ano que passa, os raios ultravioletas possuem maior incidência aqui na Terra e você precisa se proteger adequadamente. Este cuidado deve ser maior ainda em pessoas de pele clara, sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros e ainda quem possui antecedentes familiares com histórico da doença, queimaduras solares, incapacidade para bronzear e pintas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as principais medidas a serem adotadas nesta prevenção e proteção da pele são:

  • Usar chapéus, camisetas e protetores solares.
  • Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão).
  • Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material.
  • Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou diversão. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre. Ao utilizar o produto no dia a dia, aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes de sair para o almoço.
  • Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.
  • Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.
  • Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

Todos estas dicas são muito importantes para você se prevenir sempre, todos dias. Mas, não se esqueça que é importante consultar um médico regularmente para uma avaliação cuidadosa da pele, com a indicação de dicas e produtos, como filtro solar, mais adequados à sua pele.

Fonte: SBD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *